Publicado em: Cultura, Gastronomia - 8 de setembro de 2015

Regras de etiquetas à mesa pelo mundo

Regras de etiquetas à mesa

Arrotar após uma refeição ou falar de boca cheia são atitudes que fogem totalmente dos padrões brasileiros. Mas, em outras culturas, atitudes como estas são consideradas naturais. Que tal, então, viajar um pouco pelo mundo das regras de etiquetas à mesa conosco?

 

Se gostou, tem que arrotar

No Extremo Oriente, o arroto é considerado um cumprimento ao chef de cozinha. Quando isso acontece, significa que a pessoa gostou da refeição.

 

Nada de aperto

Para nossa cultura, um aperto de mãos mole durante um jantar, por exemplo, é sinônimo de pouca disposição por parte de quem cumprimenta. Porém, no Oriente, um aperto de mão mais forte é compreendido como agressão.

 

Nem pensar em limpar o prato

Na China, nunca coma até limpar o prato, pois o anfitrião que ofereceu a refeição pode compreender como uma atitude grosseira. Para demonstrar o reconhecimento, deixe um pouco de comida a cada prato servido.

 

Cuidado com a mão

Na Grécia é extremamente ofensivo fazer qualquer sinal que mostre as palmas das mãos abertas, por exemplo, após um jantar. Para despedir é preciso apontar a palma da mão para dentro, como faz a família real.

 

Bastante curioso, não é? Também listamos alguns dos pratos mais bizarros do mundo, que você pode conferir em http://goo.gl/1N6gmL.

Deixe um comentário